In�cio
Bom Noite! - Hoje é Quinta-Feira, 02 de Dezembro de 2021
Hora Certa: 04:35


“É um marco na história e representa o desenvolvimento para MT”, destaca prefeito de Lucas do Rio Verde

Os atos de assinatura do contrato com a Rumo S/A para a construção da 1ª Ferrovia Estadual também foram realizados em Cuiabá e em Nova Mutum

Publicado 25/09/2021 - 07:28 e atualizado 25/09/2021 - 07:30
Por: Carol Sanford

No último ato de assinatura do contrato de adesão para a construção, implantação e exploração da 1° Ferrovia Estadual de Mato Grosso, em Lucas do Rio Verde, na segunda-feira (20.09), o prefeito do município, Miguel Vaz, afirmou que a chegada dos trilhos “é um marco para nossa história e estamos todos muito contentes para o que tudo isso representa: o desenvolvimento para Mato Grosso”.

Ele destacou a eficiência do Governo do Estado e pontuou que aos gestores caberá responder à altura e preparar os municípios para os investimentos e oportunidades que a ferrovia trará à região Médio Norte.

“Governador quero parabeniza-lo pela decisão corajosa de chamar para si a responsabilidade da autorização da 1ª ferrovia de Mato Grosso em tempo recorde, desde a autorização até o dia de hoje da assinatura do contrato. Isso demonstra a eficiência do seu governo. Essa decisão foi determinante para o sucesso de toda a ação desse investimento grandioso que vai beneficiar toda a região”, asseverou o prefeito.

Os atos de assinatura do contrato com a Rumo S/A também foram realizados em Cuiabá e em Nova Mutum. A construção da ferrovia prevê 730 quilômetros de linha férrea que vão interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, e que vão se conectar à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP).

Para o governador Mauro Mendes, a chegada da ferrovia em Cuiabá, até Nova Mutum e Lucas do Rio Verde é uma evolução na cadeia produtiva e a realização de um sonho dos mato-grossenses.

“Será impactante na logística, no comércio, indústria e no agronegócio e vai representar muito mais competitividade para a produção e indústrias mato-grossenses. A ferrovia vai permitir que nossos produtos cheguem aos grandes centros com frete mais barato e também garantir a chegada de mais matéria-prima. Essa é a ferrovia do agronegócio, da indústria, do comércio e da geração de empregos em todo o Estado de Mato Grosso”, destacou Mauro Mendes.

O investimento estimado para implantação da ferrovia é de R$ 11,2 bilhões. O CEO da Rumo, João Alberto Abreu, afirmou que o montante em investimentos só foi possível graças a segurança jurídica dada pela gestão estadual no decorrer do processo de autorização da ferrovia.

“Mato Grosso se tornou referência para o Brasil em termos de gestão fiscal e de negócios, além de trazer segurança jurídica e confiança para o mundo privado vir e fazer investimentos como nós estamos fazendo neste Estado. Quero deixar registrado que cumprimos nossos prazos e vamos lutar para que a ferrovia chegue a Lucas do Rio Verde antes daquele que estabelecemos em contrato. É um compromisso que estamos assumindo”, disse João Alberto.

Segundo ele, o início das obras será em 2022 e a previsão é de que o trecho entre Rondonópolis e Cuiabá esteja concluído e em funcionamento no ano de 2025; enquanto a operação no trecho Cuiabá a Lucas do Rio Verde deverá começar em 2028.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, explicou que o governo trabalha desde o início da gestão para possibilitar a melhoria da logística estadual, garantindo o escoamento da produção agropecuária do Estado.

“Estamos trabalhando muito para asfaltar as rodovias estaduais e construir pontes de concreto em toda a região em também em todo o Estado, para interligar os modais rodoviário e ferroviário. Essa interligação é primordial, pois não adianta termos ferrovia e não termos estradas para colocar a produção do Estado nos terminais”, salientou.

Também participaram da solenidade de assinatura do contrato a primeira-dama Virginia Mendes, o vice governador Otaviano Pivetta, os senadores Carlos Fávaro e Welington Fagundes, os deputados federais Neri Geller e Valtenir Pereira, os deputados estaduais Max Russi, Dilmar Dal Bosco, Elizeu Nascimento, Xuxu Dal Molin, Gilberto Cattani, Nininho, além de secretários de Estado, prefeitos dos municípios de Sorriso, Sinop, Campo Verde e Itanhangá e autoridades locais.

 



Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link acima ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos deste site (Jornal Caiabis) estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral - LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Não reproduza esta matéria em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Jornal Caiabis, por escrito.



LEIA TAMBÉM






CADASTRE-SE

Você poderá receber nossos informativos e notícias importantes.

FORMULÁRIO DE CADASTRO

FALE COM A REDAÇÃO

Você tem alguma reclamação ou elogio, sugestão matérias ou informar um fato?

ABRIR UM CHAMADO


Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados

Este website foi desenvolvido e é hospedado por: