In�cio
Boa Tarde! - Hoje é Segunda-Feira, 20 de Setembro de 2021
Hora Certa: 12:06

Após colheita, palhada de milho vira feno em propriedade de Tapurah

Publicado 27/07/2021 - 10:55 e atualizado 27/07/2021 - 10:58
Por: Redação

Após enfrentar problemas adversos nas safras de soja e milho (2020/2021) com perdas na produção média das duas culturas devido ao clima e falta de chuvas, a grande maioria dos produtores de Tapurah e região estão concluindo a colheita do milho com médias de produtividade até 30% menor em comparação a safra anterior (2019/2020). Por outro lado, os produtores que não negociaram toda a produção a preços considerados baixos (atualmente), estão na expectativa de comercializar o produto em patamares melhores e assim, recuperar a perda de produtividade.

Devido a alta demanda e a baixa oferta, os preços do milho tiveram leve alta no mercado, o que é bom para o produtor, mas também é prejudicial para outras atividades, principalmente para a pecuária que viu o valor de todos os ingredientes e insumos usados na silagem para o confinamento do gado aumentarem na região.

Visando uma saída para o problema e vislumbrando um novo negócio para o futuro, o produtor e pecuarista Silvesio de Oliveira viu na palhada do milho após a colheita o que seria uma ótima alternativa para o suprimento da alimentação de seu gado. Dos 1.300 hectares de milho plantados na fazenda Verde Vale, o produtor está fazendo feno do milho em uma área aproximada de 1.000 hectares, a qual está rendendo aproximadamente uma tonelada de feno por hectare.

Conforme Silvesio, a expectativa deste ano é produzir cerca de 1.000 toneladas de feno na propriedade, produção esta que seria apenas para o seu consumo, mas devido a procura e interesse de outros pecuaristas realizarem um teste sobre a aceitação do produto em confinamentos e gado leiteiro, o produtor também comercializou algumas toneladas do produto.

“A princípio a gente iniciou a produção deste feno pensando somente para o consumo do nosso gado, mas já comercializamos um pouco devido a procura e também para o experimento de aceitação nos confinamentos, além da cadeia do leite”, disse.

Silvesio ressalta que até o momento a aceitação tem sido positiva e que nas próximas safras de milho outros produtores também deverão estar investindo na produção do feno. “Eu acredito que este é um negócio que hoje é novidade, mas no futuro muitos outros produtores irão investir nisso. Dos pecuaristas que já compraram e experimentaram na alimentação de seu gado, todos aprovaram o produto e se eu aceitasse, comprariam toda a minha produção deste ano”, comemora.

Para o produtor, o feno da palhada de milho é uma forma de agregar valores no sistema lavoura/pecuária, diminuindo os prejuízos da produtividade do milho causados pelo clima e também combatendo os altos custos dos insumos usados na silagem para alimentar o gado. “Não que vai suprir todas as perdas de produtividade que tivemos na safra do milho (cerca de 25%), mas o feno da palhada é um produto que veio para agregar valores à nossa produção e diminuir os custos com a alimentação do gado”, destaca.

 

 

 



Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link acima ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos e vídeos deste site (Jornal Caiabis) estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral - LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Não reproduza esta matéria em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Jornal Caiabis, por escrito.



LEIA TAMBÉM






CADASTRE-SE

Você poderá receber nossos informativos e notícias importantes.

FORMULÁRIO DE CADASTRO

FALE COM A REDAÇÃO

Você tem alguma reclamação ou elogio, sugestão matérias ou informar um fato?

ABRIR UM CHAMADO


Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados

Este website foi desenvolvido e é hospedado por: